terça-feira, março 25, 2014

O ASSASSINO ERA A VÍTIMA



















Roubado e agredido, a vítima se volta para seu agressor e diz quase em lágrimas: _ Obrigado pelos socos e tapas, realmente precisava disso!Agora sobre o que roubaste – oh, ladrão maldito - jamais o perdoarei pela taça de veneno que arrancaste de minhas mãos para  beber tudo como se fosse o líquido fatal o mais delicioso dos vinhos.

Fabiano Silmes



segunda-feira, março 17, 2014

POEMA PATÉTICO














Aí, ela me diz: eu te amo.
Aí, eu vou e digo: eu também te amo.
Aí, o teto, as paredes, os muros desmoronam
E a gente fica se olhando no meio da sala
Como tristes prisioneiros um do outro...
Até o tempo corroer a foto patética.

Fabiano Silmes

sexta-feira, março 07, 2014

DEPOIS DA GUERRA FRIA














Fim - Acabou a trégua!
Agora, daqui pra frente.
Será nação contra nação
E a paz medida a régua.

Fabiano Silmes