quarta-feira, julho 10, 2013

Meio

A
gota
segue caindo
até encontrar a
superfície

e
a ela se
unir

uns
dirão que
secou

e
outros
que virou
mar

mas
a verdade
termina com
 a gota

que
um dia
foi
e que nunca mais será.

  
090to0t@L713


Ao irmão poeta, Fabiano Silmes.

3 comentários:

Fabiano Silmes disse...

A gota continua criando movimento após cair...Uma ótima releitura Leandro!Parabéns!!

to0T4L disse...


sim, cria o movimento do impacto, da passagem de estado... que logo cessa. o novo estado é o enigma.

sacou a imagem da gota caindo? :)

Fabiano Silmes disse...

Boa...eu não tinha me ligado na imagem, mas depois que você falou...tudo ficou claro como uma gota de água límpida...Abs,Evoé!