segunda-feira, setembro 09, 2013

ESFINGES MIDIÁTICAS











Aceite
Inerte
Pálidos
Agrados
Áridos
Falidos
Movimentos
Em postos
Nus
Nos arredores
Do nada
E não reclame
Pelo
Enxame de
Promessas
Não Cumpridas
Mastigue-as
Apenas
E
Continue
Sorrindo
para a TV.

Fabiano Silmes

quarta-feira, julho 10, 2013

Meio

A
gota
segue caindo
até encontrar a
superfície

e
a ela se
unir

uns
dirão que
secou

e
outros
que virou
mar

mas
a verdade
termina com
 a gota

que
um dia
foi
e que nunca mais será.

  
090to0t@L713


Ao irmão poeta, Fabiano Silmes.

sexta-feira, maio 17, 2013

o poema falso


cuidado com este poema
ele e falso e tenta te enganar
a todo tempo insisti em ser
o que apenas você pode julgar.

7o0741

quinta-feira, fevereiro 28, 2013


Todo caminho serve
pra quem não sabe aonde quer chegar
Toda fé é pouca
pra quem não quer acreditar
Onde estão os novos mundos
Se o tempo já se foi
No sussurrar da noite
Tudo ficou pra depois


Momentos ardem na alma
Lembranças viraram dor
Desejos realizados
Beijo que não cicatrizou
Foi o crime perfeito
Até o amargo do batom
Ainda mancha o espelho
Vermelho sangue é o tom


7o074L

poema - letra pra um novo projeto musical