quinta-feira, novembro 24, 2011

Poema de despedida

Disfarça amor
Amor disfarça

Finge outra coisa
Menos dor

Vai logo põe riso
Nessa face

Finge que nada
Mudou

Disfarça a mágoa
Pinte o sete

Mas não se esqueça
Do que restou

Disfarça esse coração
Quebrado

Amor disfarça

Finge que não foi você
Que quebrou

Amor disfarça
Eu vou sair para ser feliz
Quem sabe até um dia
Eu volte só para te dizer
O que se passa.

Mas por enquanto amor
Disfarça.


Fabiano Silmes

5 comentários:

Poliana disse...

Lindo. Muito inspirado Fabiano... Fico imaginando o que há atrás desse pedido...

Parabéns!! Sempre sublime!

Poliana

POBRE MEU BLOG disse...

Belos textos!

Luciana Monteiro disse...

Oi Fabiano,
estou retribuindo tua visita ao meu blog. Obrigada pelo elogio. Fico muito feliz. Também tenho um projeto de fazer um livro junto com textos e poemas que escrevem inspirados nas minhas fotos. Quem sabe podemos fazer um livro assim ?

Abraços.

Marcelo Mesquita disse...

Nada como um novo dia aprisionado nos braços de uma mulher. O disfarce do amor e da dor são anseios de uma vontade que vive presa nos dias que se seguem.

F. Reoli disse...

Tem sempre uma mulher no fundo do copo, no fundo do nosso poço, no fundo de cada dose. E, quando elas não estão, sobram as palavras, um arroto, a chama de um isqueiro trazendo luz ao lugar mais sombrio. Grande abraço, meu brother.