quarta-feira, outubro 12, 2011

O pássaro




Pensar num pássaro
é vê-lo de algum modo
livre e belo como um fluxo
preso apenas pela limitação
do próprio pensamento.


Fabiano Silmes

5 comentários:

to0T4L disse...

É bom ver q algumas coisas mudam com o tempo...

Tbm é bom ver como algumas coias não mudam com o tempo...

abs

Rebeca dos Anjos disse...

Puxa! Há quanto tempo não venho aqui!

Bom é estar preso a pensamentos sem limites. Está aí a nossa liberdade: dentro da gente.

Muito bom texto! =))

Bjs

Poliana disse...

Maravilhoso. Tento desvendar o nome dessa sutileza, dessa clareza e beleza que deixam suas palavras leves...Tão leves quanto o vôo desse pássaro que o inspirou talvez...
Um palpite que sempre tenho é: "Dom"... Mas acho que está além disso...

Parabéns!! Sempre muito inspirado e belo.
Um abraço,
Poliana

Marcelo Mesquita disse...

Quando o pássaro está solto, na verdade ele se encontra preso. Isso nos leva a tentar acreditar no espaço físico em que nós estamos. Até onde nossos pensamentos podem alcançar? Acho que não há limites quando se acredita na esperança de um novo amanhã e quando paramos para se ter uma breve noção, descobrimos que o mundo é a prisão em que realmente estamos.

Lu Rosário disse...

Nossa liberdade pode até ter limites, mas quem se importa com tais limites? O importante é a sensação de um mundo imenso em nossa frente, cujos vôos estão além do que conhecemos.

Muito bom!
* Adorei o comentário de Rebeca.

Beijão!