domingo, maio 30, 2010

O Vazio além da saudade


In memóriam a Dinda

Meu riso é só um ruído na casa vazia.
Minha saudade é um só grito no escuro.
O meu olhar é simples e claro em sua tristeza.
Choro rios e rios de dores furtivas e profundas
E retenho todas as lágrimas de angústia
Enquanto morro afogado por dentro.


Fabiano Silmes

Um comentário:

Rebeca dos Anjos disse...

Ah, a angústia.

Pelo menos, vira arte.