sábado, janeiro 17, 2009

Logo é cedo

Doce vida
Suave veneno
Alquimia do elo
Lágrima e sorriso

De repente um tempo
De repente à frente

Um dia a mais é:
Um dia a menos:
De repente foi...

Largos passos
Costuram o mundo

Enquanto

Dúvidas grudam
Na sola do pé

A alma se prepara
Para nascer junto à aurora
Oferecendo flores
A verdade chegará

170to0T4L109

3 comentários:

GUSTO VIBE disse...

Tenho perguntas no ar e tropeço em respostas no chão.
Viajei meu amigo, volta ao mundo se sair do lugar.

Fabiano Silmes disse...

Sim! Um dia a verdade chega...e como ela uma estranha sensação de liberdade e medo...e o mundo que se acreditava real a se deissolve por dentro.

"Um dia a mais é:
Um dia a menos:
De repente foi..."

Abraços.

Welington de Sousa disse...

Este poema me fez ver uma cidade imaginária dentro dos meus sonhos, onde meus passos , caminham em desalinho a procura de um abrigo ou a procura de mim.

( parabéns na simplicidade é que nos encontramos )