sábado, setembro 13, 2008

Momento narrado pt. 31

A luz acesa -
- Toca o par de
Sandálias pretas, desdobro o
Cobertor dobrado
Em cima da cama
Agora em uso
Vinho tinto
Do lado inferior
Direito, seco,
Num copo gordo
Envolto no frio
Que ocupa uma quarta
De tarde baixa
Sempre ela
Sempre
A tarde
Entre jogos de guerra
Lembrados de última
Hora
Travados no papel
E eu acabo de caneta
Na mão, olhando o par
De sandálias pretas
Iluminadas inertes no chão.


060Total705

5 comentários:

O empírico disse...

viajei...

mas curti...

;)

f@ disse...

Inspiração...
belo mto criativo...
beijinhos das nuvens

fabiano Silmes disse...

Este poema me lembra uns versos do Leminski...Muito bonito o seu trabalho cara...Adoro retratar o momento com pinceladas de lirismo...Abraços.

Suzi disse...

olhas as sandálias pretas, daí,
enquanto fito, eu, os sapatos pretos, aqui...
momento sentido.


_____________
Olá, meninos,
Vi que o blog de vocês está "linkado" no da Angela, de "O Milagre da Vida"... Então, eu achei que talvez vocês pudessem participar de uma campanha de solidariedade que estamos começando - pela saúde da Angela. Se vocês puderem, dêem uma lida no meu post de hoje e vejam se podem ajudar, combinado?
Um grande abraço!
Suzi.

Lu Rosário disse...

Neste momento.. perde-se dentro de si e lá ficam as sandálias pretas,a caneta e o papel.

Beijos.

Lu Rosário
www.sempudor.blogs.sapo.pt