segunda-feira, julho 28, 2008

Inteiro pela metade

.
.



to0T41/Fabiano Silmes

7 comentários:

F. Reoli disse...

Poemaço visual, my brother!!!
Abração

O empírico disse...

Fod

mui fod

heheheheh

Rebeca dos Anjos disse...

Isso me lembrou a Alanis...

Beijos, querido!

Diva disse...

Nao somos todos um pouco assim???
Bjs meus

... Lua Paixão disse...

É o mesmo que uma transa sem amor.

Maria Clara Menna Barreto disse...

Genial!

Andréa disse...

Esse poema me chamou atenção. Fantástico, Fabiano!
Como eu já disse, acredito q vc é um poema concretista!
Sucesso, bjos!