quinta-feira, outubro 19, 2006

Rosa filosófica & visão comentada

Cada homem é uma ilha,
Cada ilha tem suas rosas,
Cada rosa compõe um ciclo,
Cada ciclo uma espera,
cada espera compõe uma vida,
Cada vida é uma gota no universo,
E o universo é uma rosa nas mãos de deus.


Escrito entre os anos de 2001/2002 o poema Rosa filosófica
Tem como fato incomum,o de ter sido composto por mim(Fabiano Silmes)
Em parceria com o poeta Emanuel de Jesus.O poema é uma espécie de condensação
sobre a existência,como também observou,o professor de literatura e língua
portuguesa,Maurício Leal,um ataque ao resquício Teocentrista,segundo o paradoxo
do ser e do nada,como podemos observar em seu artigo a seguir:


O poema fala de um mundo onde o homem é um ser isolado de seus semelhantes,ou pelo menos,não se comunica com outros entes.Apenas estabelece hierarquia a outro ser supremo(Deus)que determina tudo,manipula o destino das demais existências do universo.Nesse sentido,Deus passa ser o centro do cosmos(Teocentrismo).Deus é maior que o homem.A esse cabe apenas dar seguimento ao seu "ciclo"(vida)de forma passiva,triste e solitária.sua vida se esgota,se esvai com o passar do tempo que é inexorável,implacável.O tempo,não só para o homem como também para outros seres vivos,é carrasco,algoz da vida nesse mundo.E contra ele ninguém se embate.A anáfora reforça a idéia de a vida é rotina,uma constante espera do passar dos anos,meses,dias,horas...

2 comentários:

Rebeca dos Anjos disse...

Aprendi com essa análise!!! Aprendi mesmo!!!

Beijos!

Vortex Project disse...

Lindo poema, torço para que o Emanuel volte a escrever o quanto antes, pois sua sagacidade só vem a somar junto a nós.
Parabéns tbm ao prof. Mauricio pela meticulosa análise, realmente uma aula de visão poética.
Qnt a vc Fabiano, naum preciso dizer mais nada, principalmente depois desse combo de palavras tão bem pensadas.
Abs
To0t4l